Cultivar: BRS 546

DESTAQUES

Cultivar com alta performance produtiva e estável;
Permite semeadura antecipada, viabilizando a semeadura do milho safrinha na melhor época, nas regiões de indicação da cultivar, principalmente nas macrorregiões 2 e 3;
Cultivar com ótimo comportamento em áreas com nematoide de galhas, garantindo maior estabilidade produtiva em áreas infestadas por M. incognita e/ou M. javanica.

DEPOIMENTOS

BRS 546

Lançamento:
SEM VALOR

Tipo Cultivar: CONVENCIONAL

GMR:
6.0 (RECs 102, 103 e MRS 204)
6.8 (RECs 301 e 303)

CARACTERÍSTICAS

Tipo de Crescimento: indeterminado
Cor da Flor: ROXA
Cor da Pubescência: MARROM-MÉDIO
Cor do Hilo: MARROM-MÉDIO
Teor Médio de Óleo: 23.2
Acamamento: 26
Altura Média de Planta: 79 cm
Peso Médio de 1.000 Sementes: 156
Potencial de Ramificação: medio

REAÇÕES A DOENÇAS

Cancro da Haste RESISTENTE
Mancha "olho-de-rã" MODERADAMENTE RESISTENTE
OÍDIO MODERADAMENTE RESISTENTE**
Podridão parda da haste RESISTENTE**
Podridão radicular de Phytophthora RESISTENTE*
Mosaico comum da Soja RESISTENTE
Vírus da Necrose da Haste RESISTENTE
Nematoide de galha M. Incognita MODERADAMENTE RESISTENTE
Nematoide de galha M. Javanica RESISTENTE
Nematoide de cisto SUSCETIVEL
*Teste para resistência de campo.
**Avaliação de campo.
***Lesão RB (“Reddish-Brown” marrom avermelhada, caracteriza reação de resistência)


ÉPOCA DE SEMEADURA, POPULAÇÃO DE PLANTAS E CICLO¹

Região Edafoclimática de Adaptção (REC)

Altitude(m)

SET OUT NOV DEZ

Ciclo (dias)

2s 3s 4s 1s 2s 3s 4s 1s 2s 3s 4s 1s 2s
Número de Plantas Finais por Metro*
101 RS até 600 - - 17 15 15 15 14 14 14 15 16 - - 135 a 145
101 RS Acima de 600 - - 16 14 14 13 13 13 13 14 14 - - 135 a 145
102 SC (Oeste e Nordeste); PR (Sudoeste) até 600 - 15 15 14 14 13 13 13 13 13 14 14 15 125 a 135
102 SC (Oeste e Nordeste); PR (Sudoeste) Acima de 600 14 14 13 13 13 12 12 10 10 12 12 13 14 125 a 135
103 PR (Centro-Sul) Acima de 600 - - 14 14 13 13 11 11 11 11 12 12 14 124 a 133
103 PR (Nordeste) Acima de 600 - 15 14 13 13 13 12 12 12 12 13 13 15 124 a 133
201 PR (Oeste e Centro-Oeste) até 600 16 15 15 15 14 14 13 13 13 13 14 15 16 115 a 121
201 PR (Oeste e Centro-Oeste) Acima 600 15 14 14 14 13 13 11 11 11 11 13 14 - 115 a 121
201 PR (Norte) até 600 - - 16 15 15 15 14 14 14 14 15 15 - 115 a 121
201 PR (Norte) Acima de 600 - 16 15 15 14 14 14 13 13 13 13 14 16 115 a 121
204 MS (Centro -Sul e Sudoeste) até 600 - 16 15 15 15 15 14 14 14 14 15 15 - 101 a 116
204 MS (Centro-Norte e Sudoeste) acima de 600 16 15 15 14 14 14 14 13 13 13 13 14 16 101 a 116
301 MS (Centro-Norte), GO (Sudoeste) até 600 - - 18 18 18 18 16 16 16 16 17 17 18 96 a 107
301 MS (Centro-Norte), GO (Sudoeste) Acima de 600 - 18 18 17 17 17 15 15 15 16 16 16 18 96 a 107
303 MG (Triângulo e Alto Paranaíba), GO (Sudoeste) até 600 - - 18 18 18 18 16 16 16 17 17 17 18 95 a 109
303 MG (Triângulo e Alto Paranaíba), GO (Sudoeste) acima de 600 - 18 18 17 17 17 15 15 15 15 16 16 18 95 a 109

Onde 1s = Primeira Semana; 2s = Segunda Semana; etc | * Espaçamento entrelinhas de 45 cm

Exigência em Fertilidade do solo² BAIXA MÉDIA ALTA

Nota 2: Explanação sobre fertilidade do Solo


Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
Parque Estação Biológica - PqEB, s/nº, Brasília, DF
CEP 70770-901 / Telefone (61) 3448-4433



Todos os direitos reservados, conforme Lei nº 9.610